Quando nos sentamos na cadeira da vítima, a nossa vida é pautada por queixas constantes, normalmente o foco está no outro, no parceiro/a, na família, no patrão, no vizinho, no tempo, no mundo… na cadeira da vítima, existe uma procura constante por um milagre, uma pílula milagrosa que resolva tudo! Médicos, curandeiros, todo o tipo de terapeutas são procurados para realizar esse milagre! Qual é o resultado? A confirmação para a vítima de que nada a pode ajudar/salvar… não existe ninguém “competente” o suficiente!

 

Quando nos sentamos na cadeira da Vida, assumimos a Responsabilidade pelo nosso estado e pelo estado da nossa vida! É fácil? Nem sempre… pois é um processo interior de auto responsabilização, de compromisso e acima de tudo, a “culpa” deixa de ser do outro! Cai por terra o constante queixume! Porque o único responsável pela tua vida és Tu! Ao tomares esta decisão 51% do processo rumo à Vida, está feito!

 

Qual é a cadeira que escolhes sentar?

 

Se tens efetivamente vontade de melhorar a tua vida, o teu estado, evoluir como ser humano e sair do ciclo vicioso da vítima, sugiro-te que comeces por te perguntar: Qual a minha responsabilidade em todas as coisas que queixo? 🤔

 

Se queres ajuda profissional para essa caminhada rumo à cadeira da Vida, entra em contacto comigo! Tenho todo o gosto em orientar-te nesse maravilhoso processo de transformação!

Partilhar este artigo...